Views

seo-para-blog

SEO para blog é um item essencial e precisa estar no seu radar  caso você deseje aumentar o tráfego do seu site.

Se não está, a hora de começar a se preocupar é agora!

SEO para blog ou também conhecido como SEO On Page, envolve qualquer estratégia para melhorar o desempenho do seu blog perante os mecanismos de busca.

Porém otimizando somente em itens que estão, como o nome já indica, dentro da sua página.

Enquanto isso, o SEO Off Page, consiste em gerar links externos apontando para o seu site ou artigo. Algo que você pode conseguir divulgando seus conteúdos em redes sociais, fóruns e outros blogs.

Apesar da importância de investir nos dois tipos de estratégias, nosso foco neste artigo, está no SEO para blog.

E em como você poderá fazer as modificações necessárias em seus artigos e páginas para obter os melhores resultados no Google.

No SEO de “antigamente”, essa otimização de página consistia basicamente em utilizar palavras-chave.

Se possível, um monte delas, sem critério e sem se importar com a experiência do usuário.

Estes dias ficaram realmente no passado, quando mudanças nos algoritmos dos buscadores passaram a levar em consideração outros itens como, tempo de permanência na página, número de compartilhamentos sociais e de links externos.

Portanto, se você quer saber quais itens devem ser otimizados para melhorar sua estratégia de SEO para blog, continue lendo este artigo.

Nele você vai aprender mais sobre:

Gostou do que vem por aí? Então compartilhe esse post com seus amigos para que todos possam melhorar sua estratégia de SEO para blog e conquistar o Google de uma vez por todas.

1. Título: o item número um da sua lista

seo-para-blog-01

Títulos são decisivos para definir o sucesso ou fracasso do seu blog.

Pode ser este o item que irá fazer com que o seu conteúdo se destaque em meio a tantos outros textos publicados diariamente na internet.

Sozinhos, podem aumentar o tráfego do seu blog ou site, sem que você precise fazer mudanças no seu conteúdo.

Muitos produtores de conteúdo, no entanto, ainda insistem em não dar tanta importância ao título, simplesmente escolhendo “qualquer coisa aleatória” para nomear seu texto.

O risco deste tipo de atitude é enorme. Afinal, este é o primeiro contato que o leitor tem com seu conteúdo

E se, ele(a) falhar em abrir, tudo estará perdido.

Não importa se você desenvolveu o melhor texto de todos os tempos sobre o assunto, se a sua introdução está maravilhosa ou se suas imagens foram escolhidas a dedo.

O título é a isca, e se o leitor não “fisgar”, seu trabalho estará sendo jogado no lixo.

E não só seus leitores serão atraídos por seus títulos. O Google também tende a gostar muito deste item.

Porém, existe uma diferença entre títulos para blog (headlines) e títulos voltados para mecanismos de busca.

A diferença entre títulos para blog e redes sociais e títulos otimizados para o Google

seo-para-blog-02

Para os artigos publicados aqui no Viver de Blog, sempre adotamos dois títulos diferentes, um para atrair a atenção do leitor e outro com o objetivo de ranquear na primeira página do Google.

Veja o exemplo deste artigo recente:

Percebe a diferença?

Títulos com a função de atrair o leitor, precisam ter um apelo emocional. Quando você estimula a emoção dos leitores através de um título poderoso, boas são as chances do seu conteúdo viralizar.

Já os título voltados para SEO, precisam deixar claro qual é o benefício que o artigo oferece.

E ao contrário dos títulos que usamos no blog, títulos usados no SEO para blog devem respeitar uma limitação de caracteres. Ou caso contrário, seu título será cortado pelo Google.

Lembrando que através de um plugin como o Yoast SEO, você pode definir um título para artigo do seu blog (sem limite de caracteres) e um título para o Google.

Como otimizar seus títulos quando falamos de SEO para blog

seo-para-blog-03

Como vimos, entender que existe uma diferença entre o título que usamos no blog e aquele que será utilizado pelo Google, importa na hora de ranquear ou não um conteúdo.

Portanto, vamos conhecer algumas dicas para otimizar seus resultados de SEO para blog:

  • A palavra-chave precisa estar no título do seu artigo e de preferência logo no início;
  • Não ultrapasse 65 caracteres em seu título, sendo o número “ideal” de 55 caracteres. Isto não significa que seu título não será indexado caso ultrapasse este limite, porém será automaticamente cortado pelo Google;
  • Não use muitas vírgulas em seu título;
  • Se a palavra-chave usada no artigo possui um acrônimo, como SEO, tente usar os dois termos, SEO e Search Engine Optmization, por exemplo no título, para cobrir todas as possíveis buscas;
  • Cada página precisa ter um título exclusivo.

Se quiser saber tudo sobre as melhores técnicas para criar títulos impossíveis de serem ignorados, leia este artigo completo sobre o assunto.

2. Tópicos e Subtópicos: divida seu conteúdo para não colocar seu leitor em sono profundo

seo-para-blog-04

As tags ou tópicos como h1 a h6 não servem apenas para organizar seu texto e dar pontos de entrada para o leitor.

Os mecanismos de busca levam muito em consideração, os tópicos e subtópicos, que você usa em seu texto, na hora de categorizar seu conteúdo e identificar qual o assunto do seu artigo.

Por isso, use este recurso, e fique atento a algumas práticas como:

  • Se possível, use a(s) palavra(s)-chave nos tópicos e subtópicos;
  • Estabeleça apenas uma tag h1 (indicada para títulos) por página;
  • Recomendamos usar até o Heading 3;
  • Não repita textos em tópicos ou subtópicos distintos;
  • O plugin do Yoast recomenda o uso de parágrafos curtos e no máximo de 300 palavras entre um subtítulo e outro.

3. Palavras-chave ainda são importantes na estratégia de SEO para blog

seo-para-blog-05

O velho SEO para blog era totalmente baseado ao redor da estratégia de palavras-chave.

Mas não é só porque o foco passou a ser a experiência do usuário, e não mais um mero conjunto de ‘truques” para enganar os robôs do Google, que o uso de keywords perdeu força em uma estratégia de SEO para blog.

A principal função da palavra-chave é fazer com que o Google, e o usuário que está fazendo a busca, entendam sobre o que você está falando naquela produção de texto.

Se quiser saber tudo sobre a escolha da ou das palavras-chave ideias para seus artigos, confira este artigo aqui.

Algumas dicas rápidas para você considerar no uso de palavras-chave em seus artigos:

  • Estudos do site Moz, mostram que você precisa colocar sua palavra-chave principal nas primeiras 100 ou 150 palavras do seu conteúdo.
  • Além de encaixar a palavra-chave no primeiro parágrafo (mas somente se não comprometer o artigo) procure deixá-la  em negrito, o que já chamará atenção de quem lê e dará um motivo a mais para a continuação da leitura;
  • Faça pesquisas no Google Keyword Planner e no Google Trends, ambas ferramentas gratuitas, para conhecer o volume de buscas mensais bem como a variação das pesquisas ao longo do tempo. Para assim entender se vale a pena, ou não, escrever um artigo inteiro sobre o assunto.

Está gostando desse artigo? Então cadastre seu email abaixo para se juntar a vários leitores inteligentes do Viver de Blog para receber novos conteúdos.

Fique atualizado!

Insira aqui o seu email para receber gratuitamente as atualizações do blog!

4. Meta-descrição: não pule este passo

seo-para-blog-06

Quanto mais alto o CTR (Click-Through Rate), ou seja, o número de cliques que um artigo recebe, mais sucesso ele terá no ranking do Google.

Vamos imaginar um artigo que, hoje, ocupa uma das últimas posições nas pesquisas de determinado termo, comece a receber mais cliques do que o primeiro colocado.

Automaticamente, o Google irá entender que os usuários estão considerando aquele artigo como mais relevante para atender os requisitos da pesquisa e irá fazer exatamente o que você está pensando: elevará a posição dele.

A meta-descrição é um pequeno texto usado pelos buscadores para descrever o conteúdo de uma página.

Apesar de não ser um fator de ranqueamento reconhecido pelo Google, os usuários conseguem, através desta breve descrição, entender se aquele artigo atende ou não suas expectativas de busca.

O uso da palavra-chave na meta-descrição não pode ser ignorado, pois será escrito em negrito, chamando mais atenção na busca.

Muitos blogs e sites não dão atenção a este item, deixando que o Google use os primeiros parágrafos do seu texto para definir sua meta-descrição.

E assim perdendo grandes oportunidades de explicar, para quem faz a pesquisa, sobre o que se trata o texto.

Como fazemos as meta-descrições dos artigos do Viver de Blog

seo-para-blog-07

O limite indicado é de 155 caracteres para que o Google não corte o texto, porém, se seus posts utilizam datas de publicação, estes caracteres devem ser considerados na contagem.

Aqui no Viver de Blog, usamos entre 130 e 135 caracteres para não correr o risco de ter alguma informação importante cortada do texto da meta-descrição, já que a consideramos parte importante do SEO para blog.

Neste nosso artigo sobre “7 Elementos Indispensáveis na Nova Era do Marketing Digital: Repense sua estratégia antes que seja tarde demais”, a meta-descrição foi publicada com 137 caracteres.

Este número ultrapassa um pouco nosso número ideal, porém ainda está baixo do limite de 155 caracteres e o Google não cortou o texto, mesmo mostrando a data na publicação, como você pode ver aqui embaixo:

seo para blog captura meta

5. Otimização de imagens: conteúdo visual é o futuro do marketing digital

seo-para-blog-08

Conteúdos visuais vem ganhando cada vez mais espaço na internet, sejam imagens, infográficos ou vídeos.

As imagens, no meio de artigos, são ótimas para quebrar o texto e evitar que seu leitor morra de tédio durante a leitura.

Elementos visuais são necessários, porém, o Google, ainda não os lê completamente.

Sendo assim, é você quem precisa dizer ao Google sobre o que é aquela imagem no meio do seu artigo.

Qual a vantagem de fazer isso? Suas imagens podem ser encontradas por algum usuário que fizer a pesquisa específica por conteúdos visuais no Google Images.

Mas somente se você definir uma alt tag, que nada mais é do que um termo alternativo, aquele que será mostrado caso a página não possa ser carregada.

A alt tag também possibilita que navegadores próprios para pessoas com algum tipo de deficiência visual possam ler os dados da imagem.

Os robôs do Google conseguirão ler sua página e entender melhor a relação entre ela e seu conteúdo geral, garantindo maior relevância.

Portanto, recomendamos que você transcreva conteúdos como vídeos ou infográficos, como fizemos neste infográfico sobre Como usar o Instagram para alavancar seus negócios.

Também preste atenção a alguns itens para garantir a otimização de suas imagens:

  • Evitar textos muito longos. Use no máximo 5 palavras;
  • Não fazer keyword sutfiing;
  • Usar palavras-chave na alt tag;
  • Legendas ou textos próximos a imagem dão ao Google uma ideia melhor do que se trata. Melhor se usar as palavras-chave. Gera maior relevância entre a imagem e o conteúdo;
  • Para não tornar seu site lento, salve a imagem no tamanho que ela será mostrada dentro da Página. Não deixe para reduzir o tamanho da imagem no WordPress;
  • As imagens devem ficar hospedadas no mesmo domínio de seu site.

6. Otimização de URLs: detalhe que faz a diferença

seo-para-blog-09

Quando você coloca a palavra-chave na URL, ela também aparece em negrito, favorecendo a atenção dos usuários para o seu artigo.

É uma estratégia simples e, além de melhorar um pouquinho o SEO para blog, também deixa a URL amigável.

Tornar sua URL amigável facilita não só o trabalho do Google, que consegue identificar o assunto da página apenas pelo slug como também para os usuários.

A chance de alguém clicar em um link como esse: www.viverdeblog.com/como-ganhar-seguidores-no-instagram/ e muito maior do que nesse: www.viverdeblog.com/6d667d677s78id=?

Assim que eu crio o título do meu artigo, o WordPress automaticamente gera uma URL com todas as palavras dele, o que não é recomendado.

No entanto, para deixar a URL amigável, não só para quem lê mas também para os mecanismos de busca, foque em apenas uma palavra-chave na URL.

Algumas recomendações para a otimização de URLs:

  • Evite URLS longas. Use o máximo de 5 palavras;
  • Use a palavra-chave no slug;
  • Para separar as palavras, use hífen;
  • Não use letras maiúsculas na URL;
  • Não usar acentos.

Mas e quanto a URL de artigos antigos que não são amigáveis? Vale a pena fazer essa mudança?

A resposta é não!

Exceto se você possui um artigo recém-publicado, sem acessos e sem compartilhamentos sociais. Ai vamos combinar, você não terá nada a perder.

No entanto, se você fizer a mudança no final da URL, o Google não irá entender que sua página foi modificada, perdendo assim seu Pagerank.

Porém, existe uma solução para a mudança de URLs sem prejudicar os resultados já conquistados: o redirecionamento de URLs.

Está gostando desse artigo? Então cadastre seu email abaixo para se juntar a vários leitores inteligentes do Viver de Blog para receber novos conteúdos.

Fique atualizado!

Insira aqui o seu email para receber gratuitamente as atualizações do blog!

7. Redirecionamento de URLs também faz parte da sua estratégia de SEO para blog

seo-para-blog-10

Redirecionar uma URL, é apontar todo o conteúdo contido dentro de uma página com uma determinada URL para outro endereço.

Para quem deseja tornar uma URL antiga amigável, fazer o redirecionamento 301 é o melhor jeito.

O redirecionamento 301 é usado para casos em que você deseja mudar uma URL de forma permanente, como no exemplo acima.

Assim, os links e a autoridade já conquistadas na URL antiga serão mantidas (algo entre 90%99%).

A importância do redirecionamento 301 do SEO para blog, não está somente em manter o Pagerank da página antiga.

Mas também em evitar que surjam novas páginas com erro, já que o Google não conseguirá encontrar o link antigo, que foi removido e não direcionado.

E quanto mais links quebrados, mais o Google entende que o seu site ou blog é antigo ou está sendo negligenciado, reduzindo seus pontos de autoridade.

Como eliminar os links quebrados do seu blog

seo-para-blog-11

Para evitar links quebrados em seu blog, recomendo o uso do Google Search Console para fazer uma constante análise das páginas de erro do seu blog.

E também o Broken Link Checker, que avisa quando algum link mencionado em seu artigo não está funcionando.

O plugin Redirection para WordPress, toma conta de todos os redirecionamentos 301 do seu site, assim como erros 404.

Por exemplo, no HC Investimentos, precisei redirecionar todos os links que apontavam para http://hcinvestimentos.com/minicurso-hcinvestimentos/ para a nova URL: http://landing.hcinvestimentos.com/curso-de-investimentos-gratis/.

Ao invés de modificar manualmente todos os links em diversos artigos espalhados pelo site inteiro, bastou criar esse redirecionamento 301 da URL antiga para a nova, usando o Redirection.

Se o redirecionamento for temporário, o 302 é o mais indicado.

Este tipo de redirecionamento pode ser usado para avisar seus usuários que o site está em manutenção por exemplo. Voltando a funcionar depois, e na mesma URL.

8. Otimização de páginas com erro 404: aproveitando todas as oportunidades

seo-para-blog-12

Quem não sente uma enorme frustração ao cair em uma página avisando que sua busca não pode ser encontrada.

O erro 404 acontece quando, o usuário procura por uma página em seu site ou blog que não existe, seja porque foi removida ou por um erro de digitação mesmo.

Evitar este tipo de situação é importante para não causar irritação em seu público, portanto toda vez que for mover uma página, lembre-se de fazer o redirecionamento 301.

Mas outros possíveis acontecimentos não estão no seu controle, portanto, o que fazer para transformar essa experiência em algo não tão desagradável?

Otimizando sua página de erro!

seo para blog captura 404

A página de erro do Viver de Blog, como você pode perceber, possui uma interface agradável, que acompanha o design do blog e que explica para o usuário porque ele não encontrou a página digitada.

Ao invés de simplesmente mandá-lo embora, colocamos um link para a nossa home, bem como o menu na parte superior para incentivar a continuação da navegação pelo site.

Sem falar na caixa de pesquisa, para que a pessoa possa fazer uma nova busca para finalmente encontrar o que deseja.

9. Links internos: cresça sua autoridade

seo-para-blog-14

Um link interno é um link que aponta para outra página hospedada dentro do mesmo domínio.

Ou seja, quando você coloca um link de um artigo antigo em sua publicação mais recente, você está fazendo SEO para blog.

Isso porque, você é quem está dizendo ao Google quais páginas suas são mais importantes.

Aprenda boas práticas para o uso de links internos:

  • Use links internos com moderação, pois cada página que você direcionar, receberá um pouco da autoridade da página onde os links estão sendo colocados;
  • Colocar links em cores diferentes do restante do texto e mais no começo do artigo do que no final, darão, automaticamente, mais destaque e aumentarão as chances de clique;
  • O link precisa estar contextualizado ao longo do artigo para atrair mais visitas;
  • Sempre que fizer um novo artigo, tenha certeza de colocar links para seus artigos antigos. E claro, o link de seu novo artigo nos publicados anteriormente;
  • Na sua Home, adicione links para as páginas mais importantes, como fazemos aqui no Viver de Blog através das cinco categorias localizadas no Menu lateral: Mais ConversõesMais EmailsMais PresençaMais Receitas e Mais Tráfego

10. Conteúdo duplicado

seo-para-blog-15

Uma vez que seu conteúdo é publicado na internet, seja seu blog pequeno ou grande, você está sujeito a um problema: cópia de conteúdo.

O Google passou a punir sites que apresentam conteúdos copiados.

O conteúdo é considerado duplicado quando está hospedado em duas URLs diferentes ao mesmo tempo.

Claro que um conteúdo pode ser duplicado não somente por outro site, que decide se apropriar de sua produção intelectual, mas também por sua própria página.

Por exemplo, digamos que você ofereça uma versão para impressão de seu artigo.

O conteúdo será o mesmo porém hospedado em outra URL, o que poderá configurar como conteúdo duplicado.

A grande dificuldade que o Google tem com conteúdo duplicado, é escolher qual das duas páginas ele vai ranquear primeiro.

O problema para seu site ou blog é ir, aos poucos, perdendo perdendo valor para os mecanismos de busca. Até mesmo em páginas que possuem conteúdos inéditos.

E por cópia, não pense que o Google classifica como tal, somente se o texto for exatamente o mesmo.

Mesmo que o conteúdo de uma página seja ligeiramente diferente da outra, apenas com imagens diferentes, uma versão resumida do texto ou alteração na ordem dos parágrafos.

Como descobrir se seu conteúdo está sendo duplicado?

seo-para-blog-16

Caso você desconfie que alguma página sua pode estar com este problema, duas opções são possíveis para confirmar:

  • Copie um parágrafo de seu artigo, cole entre aspas no campo de busca do Google e veja se é a sua página que aparece como primeiro resultado. Se sim, o Google considera o seu site como o produtor original;
  • No site CopyScape, ao digitar o endereço do seu blog, ele fará uma análise por textos iguais aos seu, espalhados pela internet. Ou encontrará cópias dentro do seu próprio blog, se houver.

O que fazer com conteúdo duplicado?

seo-para-blog-19

Se este tipo de conteúdo pode atrapalhar o SEO do seu blog, você precisa tomar algumas ações imediatamente:

  • Se puder, simplesmente exclua a página com menor autoridade, e faça um redirecionamento para a página de erro 404 ou;
  • Faça o redirecionamento 301: já falamos sobre ele antes, mas caso você perceba que duas páginas estão com o mesmo conteúdo, direcione uma delas para a outra. Escolha a de maior relevância para ser a original. Passo a passo neste artigo da Agência Mestre;
  • Use a tag canonical: é você quem avisa ao Google qual página ele deve considerar como sendo a original e assim transferir todo o tráfego para ela. Se você quiser saber como configurar uma página com a tag canonical, recomendo este artigo também da Agência Mestre.
  • Caso o conteúdo copiado esteja em outro site, a solução pode ser um pouco mais delicada. Sempre opte por pedir que o outro site retire a página do ar.
  • O segundo passo, caso não seja atendido, é fazer uma denúncia ao Google, o que pode ou não funcionar;

Evitar 100% que seu conteúdo seja copiado por outros sites é impossível, infelizmente. E quanto maior a relevância do seu blog, mais isso poderá ocorrer.

Você pode procurar sempre inserir links direcionando para artigos seus ou para a sua home. Pelo menos, quem copiar sem nem ter o trabalho de mudar um pouco o conteúdo, poderá acabar levando tráfego para o seu blog.

A data do artigo também pode ajudar o Google na hora de classificar, já que um conteúdo mais antigo tem mais chances de ser o original.

Conclusão: o mais importante ponto de SEO para blog

seo-para-blog-17

Provavelmente você deve ter percebido um ponto em comum, entre todos os itens que são importantes em uma boa estratégia de SEO para blog.

Todos eles, apesar de levarem os rôbos do Google em consideração, acabam priorizando uma coisa: a experiência do usuário.

Esta é uma preocupação cada vez maior dos mecanismos de busca e deve ser a sua também se quiser continuar a crescer sua audiência.

Você está oferecendo a melhor experiência que consegue para quem chega na sua página?

Ou seu design é confuso, não responsivo e seu site demora muito tempo para carregar?

Corrigir erros de usabilidade, vão diminuir sua taxa de rejeição, aumentar o tempo de permanência do leitor em seu blog e claro trazer cada vez mais pessoas interessadas no seu trabalho.

E quanto mais pessoas gostarem do seu conteúdo, da apresentação e usabilidade do seu site, mais o Google vai entender que seu blog tem qualidade e autoridade, e aumentará sua relevância.

Não é o Google quem reconhecerá seu trabalho, mas sim uma audiência que se importou com o que você tinha a dizer.

E como nós nos importamos com a sua opinião, queremos saber se você tem alguma dica de SEO para blog para compartilhar com a gente ou se gostou do artigo de hoje.

Não esqueça de deixar seu comentário abaixo!

Você deseja aprender a produzir conteúdos memoráveis 2 vezes mais rápido e com 10 vezes mais poder de viralização e vendas, mesmo que você não tenha o dom da escrita? Conheça o curso de produção de conteúdo do Viver de Blog. Clique aqui e saiba mais!


Fontes de Consulta

Source link

10 simples otimizações de SEO para blog que você precisa aplicar hoje mesmo para alavancar sua autoridade no seu nicho

Facebook Marketing | 0 Comments

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>